sábado, 22 de novembro de 2008

NaNoWriMo 2008 - Terceira semana

Vídeo com um resumo do que se passou durante a 3ª semana do NaNoWriMo.



Aqui fica também um excerto do texto:
«O Gabriel roçou com parte de trás da mão no rosto ferido, limpando o sangue que escorria das arranhadelas dela. Depois virou costas e voltou a entrar no quarto. Nunca conseguia perceber aquele vampiro!

Por mero instinto, sai do castelo e dirigi-me à parte de trás da nossa camioneta. De lá tirei um pequeno saco vermelho e trouxe-o comigo até ao quarto do Gabriel. O local estava completamente escuro, mas eu ainda assim consegui distinguir a silhueta dele, deitada de costas sobre a cama.

O cheiro do quarto era nauseabundo. Se eu não soubesse o que se tinha passado ali, não teria agora dúvida alguma.

Pousei a maleta em cima da cama, sem proferir uma única palavra, e corri o fecho que a percorria a toda a volta, retirando de lá uma pequena lanterna e acendendo-a de imediato.

“Desliga isso!”

Ignorei por completo o pedido dele. Apontei a lanterna para o interior da maleta e encontrei rapidamente o que procurava. Soro fisiológico, gazes e um tubo de pomada para ajudar a cicatrização.

Abri o frasco do soro e verti o conteúdo sobre as feridas no rosto dele. Passei depois uma gaze pelo local e terminei usando outra gaze para aplicar a pomada.

“Queres um penso?”

“Não sejas parva! Quem é que quer andar com um mono desses no rosto?”

“Como queiras.” – Coloquei o resto do soro, pomada e gazes na maleta e cerrei o fecho. Preparava-me para sair do quarto quando senti a mão dele à volta do meu pulso.»

2 comentários:

Crest© disse...

Nao achas que impor limites ao numero de palavras diárias interfere com a qualidade da escrita?

Pergunto isto, pois só após ver o teu blog, me deu para ir aos meus arquivos ver quantas escrevo e reparei que variam imenso, entre as 1.000 e 5.000 diárias.
Se num dia em que escrevo 1.000 e para é porque a partir dali, sinto que estou a forcar e a perder qualidade, se continuo aproveito a inspiração e simplesmente não paro.

Mas... eu não tenho prazos, o que joga a meu favor.

No entanto acho um método interessante, vou tentar estabelecer um limite mínimo e ver no que dá... Pode ser que assim avance com todos o projectos encalhados :D

Ana C. Nunes disse...

Eu não impus limite máximo de palavras por dias, na realidade nem limite mínimo. Sabia que queria chegar às 50 000 palavras (pelo menos9 no fim do mês e esse conhecimento deu-me força para me sentar e escrever todos os dias (coisa que eu não fazia).
Não cheguei ao ponto de ser demasiado rigorosa comigo mesma. Havia dias que escrevia muito e dias em que não escrevia quase nada. Uns dias compensavam os outros. Mas tu já escreves o suficiente e muito bem, ainda por cima.

Related Posts with Thumbnails